quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Freddie, o rabeta!

Era uma vez uma miúda que achava graça aos gatos.
Ora essa miúda tem também uma certa tendência para chocar com eles, e uma maior ainda para lhes dar nomes totós!
Ora um dia destes vinha a miúda à chuva, carregada de compras, numa rua com alguma gente, e vai daí, quando passa ao pé de um dos carros estacionados (depois de muita gente passar por lá...), eis que se ouvem uns sonoros "miaaaaauuuuu..... miaaaaaaauuuuu....."!
Ora, o que é que havia de acontecer a seguir?
Pois claro, a menina do blog foi espreitar debaixo do carro, e deu com a coisa mais miona, sebosa, sarnenta e ramelosa que lhe podia calhar na rifa!
Vai daí, agarra nela ao colinho e lá vamos até casa, coisa que, obviamente, não agradou nada às felinas residentes!
Bem, depois da barriguinha cheia, uns toalhetes no pêlo, a mini-ratazana, denominada "Freddie, o Rabeta" por motivos óbvios (tem um mini-rabo e cara de Freddie...) dormiu a tarde toda ao colinho da menina do blog, bem enroscado entre a camisola de lã e o casaco quentinho, e nem ligou nenhuma à Zozas Anatólia, que andava a rondar e a bufar como se fosse o Presidente da Junta!
Enfim, Freddie, o Rabeta, a fofinheza em forma de gato, era tão meloso que não lhe resistiram, e conseguimos arranjar logo uns donos fixolas para ele!
(Se bem que quase andei à batatada com o veterinário da clínica para ver quem tinha mais tempo de antena com o gatito...)

Soneca a tarde tooooooooodinha!

Ó pra eu todo seboso!

E rameloso!

E, é claro... rabeta!


2 comentários:

dinona disse...

Coitadinho!
Eu fico tão triste quando vejo isto, ainda bem que tu não foste indiferente ao sofrimento do bichinho.
Eu cá também passo a vida a recolher gatos e a tentar arranjar dono. O último que encontrei era tal e qual esse, só que em melhor estado, acabou por ficar com a minha mãe.

marta disse...

Este estava mesmo mesmo ranhoso, cheio de ramelas. Até achávamos que podia estar com coriza! Deve ter passado umas noites jeitosas na rua, todo desorientado... E nesse dia estava tanto frio! E a chover!! Foi uma sorte ele ter miado, senão não se safava!! Depois de alimentado, lavado e quentinho ficou a coisa mais fofinha que existe!! Pelinho sedoso e feitio meloso, do género dar duas trincas na comida e vir dar turrinhas e trepar para os ombros a fazer ronron e a enrolar-se pelos cabelos! Foi difícil de resistir, apetecia-me mesmo ter ficado com ele!!