quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Em Setembro de 2009.

Voltei para a minha cidade a 19 de Junho de 2009, depois de anos agarrada a outra vida que, com mãos levezinhas, não me deixava voltar.

Voltei para o lugar de que mais gosto, o primeiro que escolhi, sem pensar duas vezes, quando vi o meu castelo cair todo em pedaços aos meus pés.

Foi uma altura difícil, mas boa.

Ainda tenho muitos planos, muitos sonhos, relacionados com este lugar.

Sei que, por muitas voltas que dê, por muitos sítio que conheça e por que me apaixone, o meu coração regressará sempre aqui, no final de tudo.

Agora, busco o Futuro que estou a escrever, e busco o Passado que não conheci.

Neste dia, em Setembro, deixei-me levar pela estrada.

Foi um dia muito bom. Libertador.

Cheio de descobertas.

Feliz, como já não tinha há uns meses.

Diverti-me com o caminho, com a minha família, com a máquina.

Fartei-me de malucar com o meu irmão.

Resultou nestas imagens:



Uma delas foi escolhida pelo Turismo do Oeste como imagem representativa da zona, entre 15 fotos (muito bem) seleccionadas, e dezenas de outras difíceis de escolher.

Por acaso, esta é a minha preferida.

No coração do meu coração, o lugar onde está a minha alma.

As raízes do meu sangue.

Terra e vinhas e céu e moínhos e pinhal.


1 comentário:

Maria disse...

Gostei muito da fotografia.