quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Desenganem-se, a ausência não se deve a férias numa road trip pelas Ilhas Gregas.

Foi mesmo a mudança do horário que me deixou assim meio desorientada dos neurónios.

Ponto da situação:

1: Ando numa de ler tudo, despachei uma data de livros, e decidi-me a ler os livros todos do Harry Potter de seguida, outra vez, o que me deixa sempre muito regalada, apesar de me lembrar com tristeza os velhos tempos em que tinha de esperar MESES para ferrar os dentes no próximo livro...

2: Um dos colegas lá do estaminé tinha a mania de fazer piadas parvas e de fazer partidas parvas, do género esconder os headsets dos colegas (além do colega ficar desorientado por não saber onde os tinha posto, ficava a pensar "dasse, pah, lá vou ter de arrotar com os 150 euros", que é o que se paga por perder os ditos) ou dizer que x assegurado tinha feito uma reclamação nossa ou que tínhamos enviado o reboque errado. Um dia, conheceu o Baldomero. Eu fico de mau humor quando estou muitas horas sem comer. Nesse dia estava há várias horas sem o fazer, as chamadas estavam uma loucura, toda a gente dava me dava respostas tortas, passavam por cima da minha vez e iam à pausa, e ele deu uma piada parva, que foi a última gota do copo. Mandei-o para um sítio muito feio. Antes de ter noção do que estava a dizer, pimbas, já tinha saído... Fiquei envergonhadíssima, pedi-lhe desculpas, sinceramente, porque eu não sou aquele bicho mau. Ele ficou um bocado em choque, mas aceitou as desculpas.
Claro que, no outro dia, foi fazer queixinhas à supervisão e pedir que eu fosse punida... Por mail... O que, visto pelos colegas, foi uma grande sacanagem. De facto, a opinião geral foi de que "ele estava mesmo a pedi-las". Calhou ser eu, podia ter sido outro qualquer.
Ponto positivo: acabaram-se as piadas parvas.
E não, não fui castigada. A supervisão é assim de fixe, sabe como é que eu trabalho, e sabe que o algarvio também é de esticar - muito! - a corda às pessoas.
Acho que a supervisão também deve ter o desejo secreto de, às vezes, o mandar para o mesmo sítio que eu mandei...

3: Já estivemos a penduricar mariquices na cozinha, encontrámos os varões para a sala com aquele formato macaco (ikea, pois claro...) e, daqui a uns dias, até vai ter cortinados.
Está na lista trazer o meu tapete azul para a sala, que ainda está arrumado, os armários para os livros... e mais uns quantos livros.

4: Fomos passear até Almograve, levámos os croissants do Trenó e trouxemos pedras com riscas.
Na semana passada fomos conhecer o Cabo da Roca, não percebo qual é a pancada que toda a gente tem com aquilo, ok, é o ponto mais ocidental da Europa, tem falésias e calhaus, mas cá para mim, achei que é mais um farol da nossa costa, cá para mim são todos fantásticos e com paisagens de histórias de aventuras, e cá para mim, não me importava de morar em todos.

Estranho, estranho, foi a minha sogra comentar numa foto nossa "ai que sítio tão lindo para namorar", e eu só me lembrava do desgraçado do Sassetti, que caiu dali abaixo...

Nos entretantos, vou ver se me oriento um bocado mais, que não me parece bem deixar aqui o blóing ao abandono, coitadinho, as Histórias do Harry Potter já conheço de ginjeira, não percebo como é que aquilo agarra tanto, e já estou com saudades de fazer fan fics parvas em que o herói é o Snape e tem um sentido de humor mordaz e é tão fofinho e sarcástico e atormentado e mimimi!




2 comentários:

Didi disse...

Bem, ao menos tá explicada a ausência. Com tanta coisa que aconteceu é normal :-D.
Esse teu colega, ai jesus, se fosse meu colega andava sempre de trombas com ele lol

marta, a menina do blog disse...

Ele agora pia manso... Nem todos têm a sorte de ter um encontro imediato com o Baldomero...