terça-feira, 12 de junho de 2012

Perdonem-me, não é defeito, é feitio.

Mas não acho gracinha nenhuma ao Pablo Albornão-sei-das-quantas, aquele espanhol que canta com a Carminho.

E tenho dito!


2 comentários:

Maria disse...

Ahahah, deves ser das poucas que não acham o moço, um borracho.

marta, a menina do blog disse...

É que nem me derreto com a música. VigeMaria, o Alejandro Sanz tinha mais salero quando cantava flamenco, caray!